[LP INDICA] SÉRIES E FILMES SOBRE O MUNDO

Hello folks! Tuto pom?

Acho que todo mundo andou assistindo bastante coisa nos últimos meses né? Pandemia, isolamento social, muita gente perdeu o emprego e por ai vai..
O setor do entretenimento até parou, muitas coisas foram canceladas, mas isso não impediu que a diversidade de conteúdos já disponibilizados na internet fosse reduzida.
Quem ganha no final, somos nós, os consumidores. rs

Tendo isso em vista, decidi hoje postar aqui indicações de filmes e séries que já assisti sobre o mundo.
Aquecimento global deixou de ser uma coisa apenas escrita e estudada. Visivelmente isso passou a ser uma coisa do nosso cotidiano.
Capitalismo, redes sociais, descaso, política… Como tudo isso influencia diretamente na nossa maior riqueza, que é a Terra?

Com o intuito de informar sem fake news, decidi deixar essas indicações para que vocês que acompanham o blog possam se educar, e entender que a inércia, comodidade, e bolha em que vivemos precisa mudar!

Deixo aqui meu pedido para vocês:
Se eduquem, se esforcem, façam aquilo que é certo para o mundo.
Precisamos urgentemente adquirir um senso de colaboração e coletivo.
Sem a Terra não existiremos.
O que deixaremos para nossos filhos, netos, e próximas gerações?
O mundo pede socorro, e não podemos negar!

1) Pandemia

“Pandemia, da Netflix, mostra como atuam os profissionais que trabalham na linha de frente do combate ao vírus da gripe, desde o momento em que cuidam das pessoas contaminadas até as tentativas de desenvolver uma vacina.
O mais importante é evitar a qualquer custo que uma epidemia global aconteça.”
Sinopse retirada do site “Adoro Cinema”
Fonte

2) O Código Bill Gates

“O Código Bill Gates é um documentário que aborda a vida do bilionário fundador da Microsoft. A promessa é saber como funciona a mente de um homem tão inteligente e sagaz.”
Sinopse retirada do site Entreter-se.
Fonte

3) Mission Blue

“Uma equipe de cerca de 100 pessoas, entre elas, cientistas e ativistas, vão para as Ilhas Galápagos para construir uma malha global de áreas marinhas em proteção. A oceanógrafa Dra. Sylvia Earle é quem lidera o grupo. Eles idealizam erguer parques nacionais subaquáticos para preservar o ecossistema que mantém o ser humano vivo.”
Sinopse retirada do site “Adoro Cinema”
Fonte

4) O Dilema das Redes

“O Dilema das Redes nos mostra como os magos da tecnologia possuem o controle sobre a maneira em que pensamos, agimos e vivemos. Frequentadores do Vale do Silício revelam como as plataformas de mídias sociais estão reprogramando a sociedade e sua forma de enxergar a vida.”
Sinopse retirada do site “Adoro Cinema”
Fonte

5) Minimalism

“Questionando como a vida poderia ser melhor com menos coisas materiais, o documentário entrevista pessoas que não são materialistas. Famílias, empresários, arquitetos, artistas, jornalistas e cientistas refletem sobre o ator de levar uma vida minimalista.”
Sinopse retirada do site “Adoro Cinema”
Fonte

E de bônus, vou deixar aqui mais alguns nomes que estão na minha lista para serem assistidos.
Confesso que todos eles possuem um enorme potêncial, mas o Cowspiracy é o que eu estou mais animada e disposta a assistir.

1) Oceanos de Plástico

“A Plastic Ocean Foundation é uma organização britânica cuja finalidade é a sugestão de soluções para o problema do lixo plástico no planeta. O documentário explora áreas atingidas por esse tipo de poluição evidenciando os danos à flora e à fauna.”
Sinopse retirada do site “Adoro Cinema”
Fonte

2) A Era dos Dados

“A série documental busca, junto a Latif Nasser, entregar a figura de uma pessoa curiosa que se coloca no lugar do espectador, se mostrando tão surpresa quanto nós e, algumas vezes, até perdido em algumas conversas.”
Sinopse retirada do site “Canaltech”
Fonte

3) Desserviço ao Consumidor

“Esta série documental mostra que a propaganda enganosa e a negligência na produção de produtos populares podem ter consequências gravíssimas.”
Sinopse retirada do site da Netflix. =]

4) Que Raio de Saúde

“O incômodo documentário mergulha na sombras das grandes companhias alimentícias para expor seus conluios com organizações para lucrar em cima de produtos medicamente comprovados como nocivos e instalá-los na alimentação da população civil sem que ninguém se dê conta do real processamento da comida que chega em seus pratos.”
Sinopse retirada do site “Adoro Cinema”
Fonte

5) Cowspiracy – O Segredo da Sustentabilidade

“A pecuária pode ser considerada uma das indústrias mais destrutivas do planeta. Ela é responsável pela emissão de mais gases que causam o efeito estufa do que a indústria de transportes e gera intensa destruição dos recursos naturais do solo. O documentário mostra a descoberta das verdades sobre a pecuária e o medo das organizações ambientais em falar sobre o assunto.”
Sinopse retirada do site “Adoro Cinema”
Fonte

E aí, já conhecia esses títulos?
Deixa aqui nos comentários sua opinião e se você ficou interessadx em algum, me fala qual!
E quer uma notícia legal? Todos os títulos mencionados estão disponíveis na Netflix!
Então o conteúdo do final de semana está SUPER garantido! =]

Espero que tenha gostado! =]

xoxo;

Instagram: @lulisproject
Facebook: /lulisproject
Youtube: Luana Modesti

[LP INDICA] 5 VÍDEOS QUE IRÃO TE INSPIRAR

Hello Folks!

Durante o período da quarentena me peguei bem envolvida com o Youtube.
E lá, acabei desenvolvendo um apreço pelos vídeos de música, e até alguns vídeos relacionados ao booktube, tutoriais de maquiagem, entre outros assuntos.
Mas recentemente fui bombardeada com TANTA inspiração, e tanta emoção em alguns vídeos, que decidi montar um Lulis Project Indica de vídeos inspiradores.
Todos os vídeos aqui mencionados são clipes de músicas de bandas / cantores / cantoras que gosto MUITO. Inclusive, tem um vídeo que saiu HOJE, e fazia um tempão que eu não ficava animada com algum vídeo relacionado a games. O_O
Espero que gostem, e tenham a mesma experiência que eu tive no primeiro (e diversos) contatos que tive. ❤

Bring Me The Horizon – Obey with YUNGBLUD 

Bring Me The Horizon – Ludens

While She Sleeps – GATES OF PARADISE

McFly – Happiness

Take Over (com Jeremy McKinnon do A Day To Remember, MAX, Henry) | Mundial 2020 – League of Legends

E aí, já conheciam esses vídeos?
Acompanha algum desses artistas, ficou interessado?
Deixa aqui nos comentários seus pensamentos!

Espero que tenham gostado! =]

xoxo;

Instagram: @lulisproject
Facebook: /lulisproject
Youtube: Luana Modesti

[APRECIAÇÃO] LIVRO WARCRAFT: GUIA OFICIAL DO FILME

Hello folks!
Sinto em informar, mas hoje não teremos nada de opinião e sabedoria para informar por aqui. hahaha
Apenas um post apreciação com fotos do meu exemplar de Warcraft: Guia Oficial do Filme.
Vocês assistiram esse filme? Gostaram? Eu particularmente gostei.
Faz um tempão que eu vi, acho que inclusive preciso reve-lo.
Deixa ai nos coments o que você achou! =]

Espero que curtam o post!

xoxo;

Instagram: @lulisproject
Facebook: /lulisproject
Youtube: Luana Modesti

[YOUTUBE] TERMINEI A RAINHA VERMELHA – PT.2

HELLO FOLKS!

Passando para avisa-los que saiu vídeo novo lá no canal!
Dessa vez, saiu (finalmente) a parte 2 sobre a saga de A Rainha Vermelha!

Se ficou curiosx para saber mais, é só clicar no play!

Não esqueça de deixar aquele like, comentários educados, e se inscrever no canal!!

Obrigada por me assistir!

É noix!
xoxo;

Instagram: @lulisproject
Facebook: /lulisproject
Youtube: Luana Modesti

[LP INDICA] PODCASTS QUERIDINHOS! #1

Hello Folks! Tuto pom?

Hoje vou passar por aqui rapidinho para deixar uma seleção de 3 podcasts que eu curto muuuito, e que tem sido uma mão na roda nos últimos tempos.
Dos dias mais estressantes de trabalho e de falta de energia, até nos dias estranhos de quarentena esses podcasts me ajudaram muito! Me informaram e também tiraram pesos dos meus ombros quando eu mais precisei.
Espero que gostem da seleção! =]

Bom Dia Obvious!

Na voz de Marcela Ceribelli, Bom Dia Obvious fala sobre muuuuitas coisas! Sempre com um tom divertido, mas carregado de profundidade, a última temporada fala sobre a internet.
Seria possível falar dos nossos sentimentos na internet? Não sei, no final vou acabar descobrindo ouvindo os novos episódios! hahaha

E assim, sigam a Obvious no Instagram! Eles sempre estão por lá postando coisas de qualidade, que falam verdades, e com as paletas de cores mais lindas! hahaha amo forte! ❤

Autoconsciente

Regina Giannetti já me fez cair no choro muuuuitas vezes! hahaha
Autoconsciente se trata de um podcast de auto-ajuda.
Regina é profissional em mindfulness e aborda temas como auto-sabotagem, auto-critica, nossa relação com o trabalho e família, e etc.
É legal começar do episódio 01! Não que esse podcast seja uma sequência, mas se trata de um complemento e sempre tem uma referência ou outra de episódios passados.
No Instagram, a Regina também sempre deixa as recomendações de livros, conteúdos e fontes que foram mencionados no podcast.
Vale muito a pena para se conhecer! =]

O Assunto

Provavelmente você já ouviu falar sobre o podcast da Globo.
Todo dia temos um episódio novo de no máximo 15 / 20m que aborda os principais e mais polêmicos assuntos do nosso país.
Acho muuuuuito legal, pois aborda assuntos do cotidiano de forma mais profunda e elaborada.
Vale muito a pena seguir, não só para se manter informado, mas para montar seus argumentos e chancelar sua opiniões.



E aí, já conhecia esses podcasts?
Acompanha algum deles, ficou interessado?
Deixa aqui nos comentários seus pensamentos!

Espero que tenham gostado!

xoxo;

Instagram: @lulisproject
Facebook: /lulisproject
Youtube: Luana Modesti

RESENHA: CLÃ DOS MAGOS – TRUDI CANAVAN

Em Imardin, todos os anos os magos se reúnem para realizar a purificação da cidade. Durante muitos anos os criminosos, pedintes, e moradores de rua fogem dos magos durante este período do ano.

Alguns jovens como Sonea são contra o ritual da purificação e contra os magos, já que os mesmos são truculentos, e sabem do poder que possuem e acabam se aproveitando disso.
Durante os rituais de purificação, os magos utilizam seus poderes para não só expulsar a multidão da cidade. Mas utilizam também para se proteger com um escudo protetor.

Mas, como tudo na vida.. talvez este escudo tenha seu ponto fraco.

Quando Sonea em seu momento de indignação lança uma pedra em direção aos magos, e perfura o escudo protetor deles, ela sente algo indescritível.
E um medo que jamais sentiu antes, pois sabe que sua vida irá mudar drasticamente, e ficará de ponta cabeça.

Clã dos Magos é o primeiro livro da Trilogia Mago Negro, da autora Trudi Canavan. Lançado em 2012 e com 446 páginas, confesso que desde quando ganhei esta coleção eu olhava com preguiça para os volumes na estante, mas com certa curiosidade por saber que se tratava de uma fantasia.

Com um trabalho gráfico bem bonito, os livros são chamativos.
Talvez hoje em dia eu tenha um apreço maior pela obra em si – após algumas semanas digerindo a história e lendo algumas resenhas com opiniões bem distintas sobre a narrativa.

Uma coisa é certa, 90% das resenhas e vídeos que eu estudei até a criação desta resenha possuem um ponto em comum: Todos falam em como o começo deste livro é LENTO.
Não pense que isso torna a obra ruim em sua totalidade, mas é um ponto de atenção e também um ponto de calibragem para o hype de quem ainda não leu.

Quando comecei a ler O Clã dos Magos, não pensei que a leitura fosse ser fácil ou fluída, pois se trata de uma fantasia – como mencionei anteriormente. E pelas experiências que eu já tive com esse tipo de leitura, não acredito que a maioria dos livros do gênero possuem uma leitura rápida pelo simples fato de ter muitos detalhes e ser necessário uma escrita completa.
Detalhes de construção de ambientação, de personagens, e etc. Isso faz parte do nicho de fantasia.

Mas o começo de Clã dos Magos não é arrastado por esse motivo.
Eu não sei exatamente qual o motivo que me faz ter essa sensação. Não sei se foi a construção da Sonea que não me cativou, se são os personagens secundários que me irritam um pouco pela insegurança e inocência. Ou se pelo fato da história ser em terceira pessoa.
No final, vamos deixar aqui registrado que minha inquietação é um conjunto de fatores. Mas isso não se sobressai em comparação ao lado bom da história.

Sobre os personagens, posso dizer que Sonea tem um desenvolvimento e crescimento durante a história BEEEEEM interessante. Gosto (apenas isso mesmo: GOSTO) de Cery, pois ele me irrita junto com os outros amigos de longa data de Sonea.
Todos esses personagens secundários da turminha de Sonea se mostram extremamente inseguros, e ao mesmo tempo inocentes. Eles não possuem objetivos concretos, e no final ficam totalmente apagados, perdendo o propósito de aparecimento no começo da história.

Gosto MUITO de Rother e Dannyl, mas acredito que em um determinado momento da história, a autora perdeu a mão na quantidade de magos que incluiu e isso me fez perder o foco em quem era quem. Fiquei confusa com a quantidade de nomes e pessoas que BROTAVAM na história.
Não sei se o desenvolvimento dos nomes que apareceram ali no final da história irá acontecer nos próximos livros, estou torcendo para que isso aconteça.
Aparentemente os magos possuem um peso ENORME na história, e o potencial de escrita no nicho é absurdo. Ela precisa aproveitar isso.

O Clã dos Magos se trata de uma história high-fantasy, e o mundo que foi desenvolvido para a trama existe dentro de um sistema de monarquia.
O fato dessa monarquia não aparecer em nenhum momento e apenas ser citada me deixou um pouco desconfiada. Mas em contrapartida gostei MUITO do desenvolvimento de classes dentro do Clã.
Estou dando um desconto, pois pelo final do primeiro volume isso claramente será desenvolvido nos próximos livros.

Em conclusão, toda história precisa ter começo, meio e fim com consistência, ou pelo menos seguir o mesmo passo de desenvolvimento.
O começo da história foi bem devagar, com um meio que teve um desenvolvimento crescente, e um fim que foi rápido demais.
Aparentemente as três partes da história não foram balanceadas.
O começo foi uma escrita que tentava criar um clima para descobertas interessantes que temos no meio, mas não foi efetiva. E com isso, todos os acontecimentos do final parecem corridos, pois acontece MUITA coisa ao mesmo tempo, e parece que estamos falando de anos de diferença de uma parte para outra do livro sabe?
É confuso.

A parte de desenvolvimento de pensamento de cada personagem é bem bacana e você consegue – levemente – se conectar com eles. Independente do livro ser escrito em terceira pessoa, no final os sentimentos de cada personagem ficam claros para o leitor, e algumas descobertas realmente te deixam com uma sensação de desconforto.
A conexão demora, mas ela acontece!

Para finalizar, eu recomendo sim a leitura do primeiro volume, mas com as ressalvas mencionadas e uma boa calibrada na expectativa.
Muito das ressalvas mencionadas podem ser pensadas como erros de principiante, e vamos dar uma chance para a Trudi Canavan! hahaha

E você, já leu a Trilogia do Mago Negro?
Se a resposta for sim, não esquece de deixar um comentário falando se concorda ou quais são seus pontos em relação a leitura!
Vai ser muito bom ter seus pensamentos por aqui!

Se você ficou curioso e quiser comprar, vou deixar o meu link da Amazon.
Comprando pelo meu link, você me ajuda a manter o blog com uma pequena comissão! =)

O Clã dos Magos

Gostou da resenha de “O Clã dos Magos”?
Não esquece de curtir, comentar e fortalecer o trabalho da amiguinha! =)

E não me esquece nas redes-sociais! =]

Instagram: @lulisproject
Facebook: /lulisproject
Youtube: Luana Modesti

Obrigada por ler! =]

DUDSPLAY E ANÁLISE DE: KATANA ZERO!

katana-zero-assets-switch-hero-banner

E ai pessoal, como estão?
Aqui quem fala é o Dudu!

E eu tenho um carinho enorme por jogos da era de 16 bits, sempre amei jogar jogos antigos. Mega Drive, Super Nintendo, Nintendinho, Master System, Game Boy e por aí vai! Jogo até hoje jogos dessa época e sempre me divirto pois são experiências diferentes do que tive de quando eu era mais novo.
De um tempo pra cá, algumas empresas indies começaram a lançar jogos nesse estilo “pixelizados” e muitos me chamaram a atenção e irei comentá-los por aqui.
Mas hoje, quero falar de um que terminei recentemente e merece muita a atenção de todos.
Katana Zero.

kz002
Desenvolvida pela Askiisoft e com parceria com a INCRÍVEL Devolver Digital, Katana Zero foi lançado em 18 de abril de 2019, sendo que a primeira data anunciada era em 2016!
Devolver deu aquela ajuda e juntos, lançaram esse jogão para PC e Nintendo Switch. Eu joguei diretamente no Nintendo Switch e meus amigos… que jogo!
O estilo dele é ação FRENÉTICA, posso dizer que é um pouco estratégico também.

A primeira vez que eu vi, foi em uma stream de um grupo chamado GamesDonesQuick. Por sinal, GamesDonesQuick para quem não sabe, é uma maratona de “SpeedRuners” (jogadores que tentam bater o recorde de terminar o jogo no menor tempo possível) que arrecadam dinheiro para instituições carentes.
A deste ano, foi adiada por conta do Covid-19 e será do dia 16 a 23 de Agosto.
Enfim, nesse evento mostraram o trailer do Katana Zero e eu achei ANIMAL!
Vou postar um aqui do anúncio dele pro Nintendo Switch, se liguem:

Frenético né? Vamos falar um pouco sobre ele.

Talvez seja um pouco estranho falar dele, porque é diferente de quase tudo que vi sobre videogames.
A jogabilidade é exatamente essa que vocês viram nos trailers. Você é uma espécie de samurai, em um mundo meio futurista, no qual nosso objetivo é assassinar os alvos que o nosso chefe e TERAPEUTA (?) pede para executar.
Sim, vocês leram bem, terapeuta!
O por quê disso? Jogando que você descobre.

A gameplay é simples e complicada ao mesmo tempo. Confuso né? hehe

653a52603fbae908ba611f7d7781096f

Antes de entrar na fase, nosso terapeuta faz uma entrevista conosco, fazendo algumas perguntas e depois, nos entrega um dossiê com informações sobre o alvo que temos que eliminar. Porém, quando entramos na fase, ele pede para eliminarmos todas as testemunhas OU passar a fase sem matar ninguém. Mas, você pode fazer o que você quiser! Você pode matar todo mundo, ou pode deixar todo mundo vivo. Você escolhe, e suas escolhas tem consequências. Cuidado!
E a parada é o seguinte… Com uma espadada você mata, mas com um ataque você morre também! Os inimigos variam de espadachins a soldados fortemente armados…
Não tem vida, não tem regeneração de saúde, nem nada. É matar ou morrer, colega.
Por isso que o jogo é frenético, simples e complicado… tudo ao mesmo tempo sabe? hahaha

Existem várias formas de matar durante o jogo, podemos encontrar diversas armas no cenário para arremessar e te ajudar a eliminar a todos, das mais variadas formas.

Uma coisa MUITO legal na jogabilidade que temos um “poder” de desacelerar o tempo, fazendo com que o nosso samurai seja “diferente”, que é fruto de uma droga que o nosso terapeuta nos injeta. Logo menos, você começa a desconfiar do que está acontecendo e isso que me fez prender no jogo. Ele ta realmente me ajudando? Me manipulando? Por que eu estou fazendo isso? Por que eu tenho que matar esses alvos em específico?

As fases são curtas, e variam muito. Desde prédios, depósitos, estradas, casas noturnas, então é bem legal e não é enjoativo. O jogo é curto também, cerca de 4-6 Horas para finalizar. Tempo ideal na minha opinião.
Na verdade, dá para terminar BEM mais rápido, mas aí você teria que pular a parte do que eu vou falar agora que são os DIÁLOGOS.

Sério, os diálogos desse jogo são INCRÍVEIS!
Quando qualquer diálogo se inicia, você pode cortar o que a pessoa está falando, você pode ouvir com paciência, você pode esperar para escolher a melhor resposta para aquele momento. Dependendo de suas respostas, alguns detalhes mudam durante o jogo. No PC por exemplo, você ganha algumas conquistas que talvez não ganharia se escolhesse tal resposta.
É irado. Riquíssimo!

Outra coisa que eu amei foi a trilha sonora!
Antes de “começar” a fase, o nosso samurai liga seu “Spotify” e põe umas músicas bem legais, gostosas de ouvir, que combinam com a situação.
Vou colocar aqui o link do Spotify da trilha sonora do jogo e das músicas que tocam no tocador de música dele. Espero que curtam tanto quanto eu curti.

Sobre o enredo… ele evolui muito com o decorrer do jogo, com várias reviravoltas e mistérios. Eu gostei muito, muito mesmo, de como ela se desenrola e você fica curioso em saber o que está realmente acontecendo.

Pessoal, no geral, Katana Zero se tornou um dos indies mais divertidos que eu joguei. Jogo curto, durou o que tinha que durar para não “passar do ponto”.
Tempo ideal, diversão garantida, gameplay frenética, trilha muito boa, visualmente lindo e com uma bela história.
Fiquei satisfeito com tudo o que presenciei e não mudaria exatamente nada nele. Um ótimo final e não quero falar mais sobre para não dar spoilers, mas o final…. é tenso!

A resenha foi mais curta, até porque não é um jogo complexo, mas foi de coração.
Espero que tenham gostado, não esqueçam de deixar seus comentários e até a próxima!

Caso tenham interesse, me sigam nas redes sociais!

Instagram: @dudufalque
Twitch: @dudsplay
PSN: @dudufalque

Obrigada por ler! =]

[PLAYLIST] CALL ME BY YOUR NAME

LULIS PROJECT INDICA!
Hello Folks! Tudo bem?

Como que está o domingo de vocês? Espero que bem! =)

Hoje estou aqui para trazer uma playlist diferente.
Será um compilado com 10 músicas do filme Call Me By Your Name.

Esse filme foi um dos últimos que eu assisti, por indicação do meu amigo Artur, que falava super bem e eu não botava fé! hahaha
No final eu assisti, e acabou se tornando um dos filmes mais lindos da vida!
A ambientação, música, personagens, as locações onde o filme foi gravado.. absolutamente TUDO é perfeito!
Acho que teve apenas uma cena que eu fiquei um pouco confusa nesse filme, mas nem posso comentar porque vai ser um spoiler danado. hahaha
Mas eu indico muito que todos assistam!

O filme conta a história de Elio, dentro de um cenário de verão Italiano na casa dos pais. E de Oliver, que chega na casa de Elio como um convidado e amigo dos pais de Elio que passará uma temporada junto com eles. Oliver chega para ajudar o pai de Elio em sua pesquisa, e acaba virando a vida de Elio de ponta cabeça.
Se trata de um romance sensível e de descoberta. E até onde vi, 90% das pessoas que assistiram esse filme, só possuem boas recomendações e comentários sobre! =)

Vou deixar aqui uma seleção das melhores músicas (pra mim) do filme.
Toda a trilha remete muito ao cenário do filme, meio tropical, que da até para sentir o cheiro de verão sabe?

Espero que vocês gostem tanto quanto eu! ❤

Enjoy!


Minha favorita!



Acho que essa é a segunda favorita! hahaha




Se você ficou interessado, ou já assistiu Call Me By Your Name, deixa ai seus comentários! =]

Curtiu? Não esquece de deixar um comentário para fortalecer o trabalho da amiguinha!
E não me esquece nas redes-sociais! =]

Instagram: @lubismodesti
Facebook: /lulisproject
Youtube: Luana Modesti

 

Resenha: The Heart Of Betrayal – Mary E. Pearson

5
ATENÇÃO! Se você ainda não leu o primeiro volume da trilogia
“The Kiss Of Deception”, aconselho que não siga com a leitura deste post!

Vamos recapitular um pouquinho sobre o final do primeiro livro, para entrar na resenha do segundo volume da trilogia The Kiss Of Deception.
Caso você não tenha lido o primeiro volume ainda, você pode ler a resenha no Lulis Project clicando aqui.
Caso você não tenha problemas com spoiler, seja bem-vindx!

11


Olha, antes de qualquer coisa, eu quero dizer que: já fazem 2 ANOS que eu terminei a saga, e eu não tive a decência de vir contar aqui no blog quais são as minhas conclusões.
Eu sei, falhei como blogueira… hahaha

Pois bem…
No final de The Kiss Of Deception, temos Rafe, Kaden, e Lia indo para Venda sob circunstâncias um tanto quanto desgastantes.
Kaden e Lia estão a caminho de Venda junto com uma galera bem barra pesada, e Lia ta comendo o pão que o diabo amassou. Mas ainda assim se depara com pessoas boas e que cuidam dela nestes tempos nublados.
Todo mundo nessa altura do campeonato já tem noção das mentiras que contou, e que não existe um inocente neste momento. Todo mundo tentou tirar vantagem das situações e os três são mais parecidos do que pensam.

9
De longe esse é o livro com o início mais descritivo da trilogia, é lento, demora para engatar, e pode deixar o leitor meio entendiado. Temos detalhes da viagem dos personagens, reconhecimento de novas áreas, uma montanha de informação e construção de cenários.
Facilmente você vai ler umas 150 páginas até chegar o momento em que Venda é apresentada e o cenário do plot da história é criado.
Não que isso seja ruim, ta? Apenas uma constatação da minha experiência mesmo.
Mas a recompensa pelo esforço é super válida, e The Heart Of Betrayal merece o título de melhor volume da trilogia The Kiss Of Deception.

Eu realmente gosto muito do primeiro volume, me lembro claramente de ter dado 5 estrelas no Skoob (inclusive fui confirmar), e para o segundo eu dei 4 estrelas e meia – apenas pelo começo que realmente é meio empacado.
O primeiro livro não possui as reviravoltas de The Heart Of Betrayal, e isso é que dá o saborzinho neste volume.

1

Agora temos uma Lia em desenvolvimento, uma personagem que está se conhecendo e aprendendo durante todos os momentos dessa história. Afinal, ela precisa sobreviver, e corre risco real no meio de situações desconhecidas.
De princesa indefesa para mulher decidida, forte, que arquiteta sua sobrevivência, e que utiliza muito bem os recursos que possuí para se adaptar ao local hostil em que vive.
É muito legal ver o desenvolvimento dela como pessoa, mas também com o “dom” que foi recém descoberto. rs
Gosto do desenvolvimento de Rafe e Lia durante este volume. Por mais que muita coisa entre os dois fique subentendida, eles ainda estão dispostos a tentar dialogar e tirar o melhor de tudo o que acontece entre eles. O diálogo durante todo esse livro – não só com o Rafe – faz com que a história seja bem mais profunda, e com um background mais elaborado para os personagens.

4

Sei que Pauline se trata de uma personagem importante para Lia em toda a trama, mas olha.. personagenzinha que me irrita as vezes! Demora pra funcionar, não vai nem no tranco! Uma personagem extremamente imatura, e que nega a situação por muito tempo.
Sobre Rafe e Kaden… ai ai… neste volume Rafe tem diálogos legais, mas o machismo e como ele é infantil se sobrepuseram em qualquer fala legal dele durante a história.
Ao contrário de Kaden, que eu particularmente desenvolvi um carinho no decorrer da história. Não sem antes passar por umas crises de nervoso, mas nada grave. haha
Meu shipp final é Rafe e Lia, mas o Kaden tem o espaço dele no meu coração sim! =)

Os Vendans (moradores de Venda) realmente me surpreenderam, assim como os novos personagens, e o Komizar com os Rahtans durante a história.
Neste volume temos os dois lados da moeda: o lado do pré-julgamento de pessoas que não conhecemos e dizemos ser más – mas são uns amores. E os casos perdidos que sabemos que são más, e não tem mais jeito mesmo – e nem fazemos questão de tentar pensar diferente.. hahaha.
Gostei muito mesmo de alguns personagens, mas fiz questão de não me apegar em nenhum além dos três principais. Até porque com o nível de amadurecimento da história, fiquei com medo de ter um fim trágico para alguns deles.
Aconselho que se você não leu ainda este volume, faça a mesma coisa. rs

6
No decorrer deste volume temos uma Lia e um Rafe tentando escapar das garras de Venda, e não será nada fácil.
Mas eles já estão no lucro, já que são reféns de Venda. Uma vez que o país não faz reféns, se você está lá, é um inimigo, e ainda está vivo.. isso só pode ser vantagem.
Dentro desse cenário vamos desvendar e conhecer muita história boa, e com certeza posso dizer que esse volume foi muito bem trabalhado e valeu sim minha atenção e meu investimento.

Além do conteúdo, a Darkside fez um ótimo trabalho na produção gráfica da peça.
Na mesma linha do primeiro volume, a edição vem em capa dura, com fita de cetim, diagramação, revisão, tradução e detalhes bem trabalhados.
Deixo aqui meus parabéns para a autora Mary E. Pearson, para a tradutora Ana Death Duarte, e para a Darkside pelo trabalho impecável nesta trilogia.
Realmente gostei muito do resultado. =)

10
E vocês, já leram algum volume da trilogia?
Se sim, deixa aqui nos comentários para dividirmos a experiência!
Se você ficou curioso e quiser comprar, vou deixar os meus links da Amazon.
Comprando pelo meu link, você me ajuda a manter o blog com uma pequena comissão! =)

The Kiss Of Deception
The Heart Of Betrayal

Gostou da resenha de “The Heart Of Betrayal”?
Não esquece de curtir, comentar e fortalecer o trabalho da amiguinha! =)

E não me esquece nas redes-sociais! =]

Instagram: @lulisproject
Facebook: /lulisproject
Youtube: Luana Modesti

Obrigada por ler! =]

 

[YOUTUBE] TERMINEI A RAINHA VERMELHA – PT.1

HELLO FOLKS!

Passando para avisa-los que saiu vídeo novo lá no canal!
Dessa vez, fiz uma introdução sobre a série da autora Victoria Aveyard:
A Rainha Vermelha!

Se trata de uma série que eu criei muito carinho e fiquei muito envolvida durante a leitura.
Então, se ficou curiosx para saber mais, é só clicar no play!

Por gentileza, não esqueça de deixar aquele like, comentários educados, e se inscrever no canal!!

Obrigada por me assistir!

É noix!
xoxo;

Instagram: @lulisproject
Facebook: /lulisproject
Youtube: Luana Modesti