Resenhada: Grey – E. L. James – Edição Especial

PhotoGrid_1449684853545

“Christian Grey controla tudo e todos a seu redor: seu mundo é organizado, disciplinado e terrivelmente vazio – até o dia em que Anastasia Steele surge em seu escritório, uma armadilha de pernas torneadas e longos cabelos castanhos. 
Christian tenta esquecê-la, mas em vez disso acaba envolvido num turbilhão de emoções que não compreende e às quais não consegue resistir. Diferentemente de qualquer mulher que ele já conheceu, a tímida e quieta Ana parece enxergar através de Christian – além do empresário extremamente bem-sucedido, de estilo de vida sofisticado, até o homem de coração frio e ferido.
Será que, com Ana, Christian conseguirá dissipar os horrores de sua infância que o assombram todas as noites? Ou seus desejos sexuais obscuros, sua compulsão por controle e a profunda aversão que sente por si mesmo vão afastar a garota e destruir a frágil esperança que ela lhe oferece?”

PhotoGrid_1449680373008

Autor: E. L. James
Número de páginas:  524
Editora: Intrínseca
Ano de publicação: 2015

Quem me conhece sabe que tive um pré-conceito absurdo com Cinquenta Tons e que paguei minha língua após ler todos os livros.
Sempre achei que a trilogia pecava nos fatores romance e história, mas fui idiota em tirar essa conclusão apenas com a leitura de trechos do livro (e olha que raramente cometo erros quando o assunto é história e romance).
Quando conheci melhor Christian e Ana e entendi o que definitivamente acontece na relação deles e o quanto Christian precisava de ajuda foi que eu me apaixonei por eles.
Com Grey, tudo ficou muito mais nítido e eu fiquei muito mais por dentro da cabeça desse personagem enigmático e sedutor.

PhotoGrid_1449682787359

O livro é narrado pela perspectiva de Christian, então você fica a par de todas as gracinhas que ele bola para Ana durante a história do primeiro livro. Você entende melhor como que funciona a cabeça dele, a infância problemática fica bem mais evidente e menos nublada.
Confesso que achei a versão dele muito mais encantadora. Ele não conhecia esse sentimento chamado amor, ele só conhecia relações combinadas e extremamente sexuais. É gostoso ver um sentimento novo estampado na cara de uma pessoa séria e problemática como Christian.

Quando ele se depara com uma garota que desperta desejos diferentes nele e ainda espanta seus demônios ele encara isso como um problema, pois nunca se abriu para ninguém além do Dr. Flynn (seu psicólogo). Ninguém nunca soube direito aquilo que aconteceu na infância dele (e na adolescência com a Mr. Robinson).
O livro tem como foco mostrar todos os danos psicológicos de Christian decorrentes de sua infância. Sem contar que você descobre tudo o que se passa na cabeça dele quando ele é entrevistado pela Ana pela primeira vez.

PhotoGrid_1449683004718

Em Grey você descobre que Ana demonstra uma versão bem romantizada da história, quando Christian tem uma versão totalmente diferente. Sendo o principal fator dele ter corrido tanto atrás dela a atração sexual que ele sentia. Ele é ciumento, obsessivo e completamente controlador e faz o possível para não mostrar isso tudo para a Ana. Seria muito para ela entender.

E acredito que o que me deixou mais chocada nesse livro foi a história da Mr. Robinson com ele na adolescência. As coisas que ele deixava ela fazer. A forma como ele se atraiu por ela e realmente acatava todas suas ordens como um bom submisso. Achei um absurdo. Passei a odiar ela mais ainda!

Confesso que minha opinião sobre esse livro é bem afetada, partindo do fato de que eu queria MUITO conhecer o ponto de vista dele. Tanto quanto ainda sonho com uma versão de Crepúsculo com a visão do Edward! hahaha

Me surpreendeu por não ser o livro de sacanagem pura que todos falam por ai, e também por não ser só romance. E.L. James conseguiu colocar elementos importantíssimos e reais na história. Ela usa elementos de aviação, business e o principal de BDSM. Que apesar de ter caído na boca da mulherada, ainda é tabu para muitos.

PhotoGrid_1449682691776

O livro termina com aquele suspense que quebrou nosso coração no primeiro volume e dando brecha para um segundo volume. E como li em alguns lugares que a autora é auspiciosa para os negócios, só nos resta aguardar um segundo volume para -quem sabe- 2017.

Nota: 10/10

Gostou do post de hoje? Deixe seu comentário e não esquece de compartilhar com os amigos!

E não me esquece nas redes-sociais!

Instagram: @lubismodesti
Facebook: /lulisproject
SnapChat: Lubismodesti

Anúncios