Resenha: The Heart Of Betrayal – Mary E. Pearson

5
ATENÇÃO! Se você ainda não leu o primeiro volume da trilogia
“The Kiss Of Deception”, aconselho que não siga com a leitura deste post!

Vamos recapitular um pouquinho sobre o final do primeiro livro, para entrar na resenha do segundo volume da trilogia The Kiss Of Deception.
Caso você não tenha lido o primeiro volume ainda, você pode ler a resenha no Lulis Project clicando aqui.
Caso você não tenha problemas com spoiler, seja bem-vindx!

11


Olha, antes de qualquer coisa, eu quero dizer que: já fazem 2 ANOS que eu terminei a saga, e eu não tive a decência de vir contar aqui no blog quais são as minhas conclusões.
Eu sei, falhei como blogueira… hahaha

Pois bem…
No final de The Kiss Of Deception, temos Rafe, Kaden, e Lia indo para Venda sob circunstâncias um tanto quanto desgastantes.
Kaden e Lia estão a caminho de Venda junto com uma galera bem barra pesada, e Lia ta comendo o pão que o diabo amassou. Mas ainda assim se depara com pessoas boas e que cuidam dela nestes tempos nublados.
Todo mundo nessa altura do campeonato já tem noção das mentiras que contou, e que não existe um inocente neste momento. Todo mundo tentou tirar vantagem das situações e os três são mais parecidos do que pensam.

9
De longe esse é o livro com o início mais descritivo da trilogia, é lento, demora para engatar, e pode deixar o leitor meio entendiado. Temos detalhes da viagem dos personagens, reconhecimento de novas áreas, uma montanha de informação e construção de cenários.
Facilmente você vai ler umas 150 páginas até chegar o momento em que Venda é apresentada e o cenário do plot da história é criado.
Não que isso seja ruim, ta? Apenas uma constatação da minha experiência mesmo.
Mas a recompensa pelo esforço é super válida, e The Heart Of Betrayal merece o título de melhor volume da trilogia The Kiss Of Deception.

Eu realmente gosto muito do primeiro volume, me lembro claramente de ter dado 5 estrelas no Skoob (inclusive fui confirmar), e para o segundo eu dei 4 estrelas e meia – apenas pelo começo que realmente é meio empacado.
O primeiro livro não possui as reviravoltas de The Heart Of Betrayal, e isso é que dá o saborzinho neste volume.

1

Agora temos uma Lia em desenvolvimento, uma personagem que está se conhecendo e aprendendo durante todos os momentos dessa história. Afinal, ela precisa sobreviver, e corre risco real no meio de situações desconhecidas.
De princesa indefesa para mulher decidida, forte, que arquiteta sua sobrevivência, e que utiliza muito bem os recursos que possuí para se adaptar ao local hostil em que vive.
É muito legal ver o desenvolvimento dela como pessoa, mas também com o “dom” que foi recém descoberto. rs
Gosto do desenvolvimento de Rafe e Lia durante este volume. Por mais que muita coisa entre os dois fique subentendida, eles ainda estão dispostos a tentar dialogar e tirar o melhor de tudo o que acontece entre eles. O diálogo durante todo esse livro – não só com o Rafe – faz com que a história seja bem mais profunda, e com um background mais elaborado para os personagens.

4

Sei que Pauline se trata de uma personagem importante para Lia em toda a trama, mas olha.. personagenzinha que me irrita as vezes! Demora pra funcionar, não vai nem no tranco! Uma personagem extremamente imatura, e que nega a situação por muito tempo.
Sobre Rafe e Kaden… ai ai… neste volume Rafe tem diálogos legais, mas o machismo e como ele é infantil se sobrepuseram em qualquer fala legal dele durante a história.
Ao contrário de Kaden, que eu particularmente desenvolvi um carinho no decorrer da história. Não sem antes passar por umas crises de nervoso, mas nada grave. haha
Meu shipp final é Rafe e Lia, mas o Kaden tem o espaço dele no meu coração sim! =)

Os Vendans (moradores de Venda) realmente me surpreenderam, assim como os novos personagens, e o Komizar com os Rahtans durante a história.
Neste volume temos os dois lados da moeda: o lado do pré-julgamento de pessoas que não conhecemos e dizemos ser más – mas são uns amores. E os casos perdidos que sabemos que são más, e não tem mais jeito mesmo – e nem fazemos questão de tentar pensar diferente.. hahaha.
Gostei muito mesmo de alguns personagens, mas fiz questão de não me apegar em nenhum além dos três principais. Até porque com o nível de amadurecimento da história, fiquei com medo de ter um fim trágico para alguns deles.
Aconselho que se você não leu ainda este volume, faça a mesma coisa. rs

6
No decorrer deste volume temos uma Lia e um Rafe tentando escapar das garras de Venda, e não será nada fácil.
Mas eles já estão no lucro, já que são reféns de Venda. Uma vez que o país não faz reféns, se você está lá, é um inimigo, e ainda está vivo.. isso só pode ser vantagem.
Dentro desse cenário vamos desvendar e conhecer muita história boa, e com certeza posso dizer que esse volume foi muito bem trabalhado e valeu sim minha atenção e meu investimento.

Além do conteúdo, a Darkside fez um ótimo trabalho na produção gráfica da peça.
Na mesma linha do primeiro volume, a edição vem em capa dura, com fita de cetim, diagramação, revisão, tradução e detalhes bem trabalhados.
Deixo aqui meus parabéns para a autora Mary E. Pearson, para a tradutora Ana Death Duarte, e para a Darkside pelo trabalho impecável nesta trilogia.
Realmente gostei muito do resultado. =)

10
E vocês, já leram algum volume da trilogia?
Se sim, deixa aqui nos comentários para dividirmos a experiência!
Se você ficou curioso e quiser comprar, vou deixar os meus links da Amazon.
Comprando pelo meu link, você me ajuda a manter o blog com uma pequena comissão! =)

The Kiss Of Deception
The Heart Of Betrayal

Gostou da resenha de “The Heart Of Betrayal”?
Não esquece de curtir, comentar e fortalecer o trabalho da amiguinha! =)

E não me esquece nas redes-sociais! =]

Instagram: @lulisproject
Facebook: /lulisproject
Youtube: Luana Modesti

Obrigada por ler! =]

 

Resenhada – Mary E. Pearson – The Kiss Of Deception!

canva-photo-editor (9)

Lia é a Primeira Filha da Casa Real do Reino de Morringhan. Desde cedo foi doutrinada para seguir uma série de tradições e deveres. Um desses “deveres” seria se casar com o príncipe de Dalbreck – onde seu pai (Rei de Morringhan) tinha como presunção uma aliança para preservar seu reino de uma guerra.
Após assinatura de papéis, a princesa Lia foge de Morringhan e abandona o príncipe – e noivo – de Dalbreck no altar. Causando um grande desconforto entre os reinos – e o quase infarto do rei de Morringhan. Com isso, ela planta um alvo em suas costas, onde sua cabeça é o prêmio mais valioso!
Lia muda de cidade com sua fiel escudeira Pauline, mas sem saber que independente de onde ela vá, todos estão de olhos nela.

canva-photo-editor (4)

The Kiss Of Deception esta como o melhor livro que eu li no ano de 2017. Talvez eu tenha criado um hype muito alto lendo algumas resenhas onde ele foi ovacionado, e também pela arte da capa (convenhamos, essa capa é M A R A V I L H O S A ), que a Darkside caprichou e manteve como original de lançamento.
Quando comprei este livro, comprei o primeiro e segundo volumes juntos, e posso afirmar que as capas são tão maravilhosas quanto a história. Os detalhes e o cuidado que a Darkside teve com todos os volumes da série são impressionantes!
Sempre que penso em LIVRO DE VERDADE, penso na série The Kiss Of Deception: capa dura, fita de cetim para marcar as páginas, diagramação certeira, peso perfeito, mapa interno para visualização da história, e detalhes de ilustrações na troca de capítulos.

canva-photo-editor (7)
Não encontrei erros de digitação no primeiro volume, isso comprova ainda mais o capricho e cuidado que a Darkside teve com o volume.
Em alguns capítulos existem trechos dos “Últimos Testemunhos de Gaudrel”, escrita dos “antigos” da trama, onde você começa a encaixar diversas peças do quebra-cabeça dos reinos. A obra foi muito bem elaborada, Mary não deixou a desejar!

canva-photo-editor (17

O enredo é envolvente, e os personagens são marcantes.
Kaden e Rafe são personagens enigmáticos, e que te pregam peças como se você fosse Lia. Diversas vezes me peguei com dúvidas de quem seria o assassino e quem seria o príncipe nessa história.

O emponderamento feminino é bem desenhado na trama, e a força feminina faz com que a história te envolva com uma mistura de alegria e orgulho.
O fato de Lia buscar sua liberdade e uma pessoa que realmente a ame pelo que ela é (e não por um punhado de papéis e por um porto), faz com que o romance também tenha seu espaço bem marcado.

canva-photo-editor (2)

Rico em detalhes, drama, aventura, fantasia, e romance na medida certa.
The Kiss Of Deception não me decepcionou e deixou um gostinho de quero mais.
Já terminei o segundo e terceiro volumes da trilogia, e em breve volto para contar mais sobre o destino de Lia, Kaden, e Rafe!

Nota: 10 / 10 – FAVORITEI! 

Gostou da resenha de The Kiss Of Deception?
Não esquece de curtir, comentar, e fortalecer o trabalho da amiguinha! =)

Esta resenha foi originalmente criada para o blog Estante Seletiva, você pode clicar aqui para ler a versão original!

E não me esquece nas redes-sociais! =]

Instagram: @lubismodesti
Facebook: /lulisproject