[PLAYLIST] CALL ME BY YOUR NAME

LULIS PROJECT INDICA!
Hello Folks! Tudo bem?

Como que está o domingo de vocês? Espero que bem! =)

Hoje estou aqui para trazer uma playlist diferente.
Será um compilado com 10 músicas do filme Call Me By Your Name.

Esse filme foi um dos últimos que eu assisti, por indicação do meu amigo Artur, que falava super bem e eu não botava fé! hahaha
No final eu assisti, e acabou se tornando um dos filmes mais lindos da vida!
A ambientação, música, personagens, as locações onde o filme foi gravado.. absolutamente TUDO é perfeito!
Acho que teve apenas uma cena que eu fiquei um pouco confusa nesse filme, mas nem posso comentar porque vai ser um spoiler danado. hahaha
Mas eu indico muito que todos assistam!

O filme conta a história de Elio, dentro de um cenário de verão Italiano na casa dos pais. E de Oliver, que chega na casa de Elio como um convidado e amigo dos pais de Elio que passará uma temporada junto com eles. Oliver chega para ajudar o pai de Elio em sua pesquisa, e acaba virando a vida de Elio de ponta cabeça.
Se trata de um romance sensível e de descoberta. E até onde vi, 90% das pessoas que assistiram esse filme, só possuem boas recomendações e comentários sobre! =)

Vou deixar aqui uma seleção das melhores músicas (pra mim) do filme.
Toda a trilha remete muito ao cenário do filme, meio tropical, que da até para sentir o cheiro de verão sabe?

Espero que vocês gostem tanto quanto eu! ❤

Enjoy!


Minha favorita!



Acho que essa é a segunda favorita! hahaha




Se você ficou interessado, ou já assistiu Call Me By Your Name, deixa ai seus comentários! =]

Curtiu? Não esquece de deixar um comentário para fortalecer o trabalho da amiguinha!
E não me esquece nas redes-sociais! =]

Instagram: @lubismodesti
Facebook: /lulisproject
Youtube: Luana Modesti

 

[LP INDICA] Você conhece Mike Shinoda?

1

Hello Folks!

Hoje quero compartilhar sobre um artista EXTREMAMENTE presente na minha vida.
Já falei / comentei sobre ele absolutamente com TODO MUNDO que me conhece – então, se você está pensando nesse momento “será?”, essa é a prova de que você
NÃO PRESTOU ATENÇÃO QUANDO EU FALEI NÉ! =)
Mas ok! Vou te dar uma colher de chá, e com muito prazer vou te apresentar Mike Shinoda, mostrando um pouco de seu trabalho em Post Traumatic, e contando também um pouco sobre os últimos lançamentos dele!

13

Michael Kenji “Mike” Shinoda nasceu em Los Angeles. Seu pai é descendente de japoneses – sendo Mike a terceira geração fora do Japão. Ele estudou piano clássico e Jazz por 10 anos, e desde que se entende por gente sabe que faz desenhos e usa muito a criatividade.
Músico, produtor musical, e artista. Conhecido como vocalista, rapper, compositor e multi-instrumentista da banda estadunidense Linkin Park. Também tem um projeto paralelo chamado Fort Minor, voltado para o Hip Hop.
Fora da música, Shinoda é um artista e designer gráfico. Ele pintou diversas obras, algumas das quais foram apresentadas no Museu Nacional Japonês Americano – uma exposição que aconteceu em 2010.
Existem muitos músicos que pintam e são extremamente criativos e relevantes com sua arte. Mas acredito que Mike facilmente poderia ser um pintor que canta. Sua arte tem tanta relevância quanto sua música.

12

Falando sobre a vida de Mike dentro do Linkin Park, muitos sabem sobre a banda, mas outros não entendem como tudo começou e como Mike penou no decorrer dos primeiros anos.
Com certeza foi uma parte foda, já que ele estudava Artes e Design na faculdade na cidade de Pasadena, e durante a noite gravava e se dedicava a banda. Eu lembro de ter visto em alguma entrevista ou reportagem sobre o Linkin Park que muitas vezes o Mike dormia em um sofá no local de trampo, e meio que já acordava trabalhando. Acho que isso demonstra o que o conceito de propósito quer dizer né?

3

Acredito que mais ou menos 40% da minha paixão por design vem de uma forma indireta relacionada com os trabalhos do Mike.
Lembro que em 2000 quando Hybrid Theory foi lançado, meus primos me apresentaram o som do Linkin Park, e eu fiquei bem apaixonada pela música e também pela arte do CD. Pela capa (que tiveram as asas do soldado desenhadas pelo Mike) e pelas cores, e fiquei me questionando na época (com os meus 7 anos de idade) como aquilo tinha sido feito. Talvez não com a clareza de hoje, talvez eu tenha despertado a minha curiosidade pelas artes naquela época, e indiretamente por conta da arte do Mike.
Lembro que minhas evidências de linha artística ficaram mais claras em 2003 com o lançamento do Meteora, que tem um grafiteiro na capa com uma máscara. Eu lembro que o cenário me despertou MUITO a curiosidade de como ser daquele jeito, como fazer aquilo. Lembro como “Easier To Run” foi uma música que mexeu comigo e como Mike esteve presente na minha vida desde então.
Eu sempre acompanhei (dentro do possível) tudo o que a banda lançava, e sempre foi um choque e um estímulo de criatividade como eles conseguiam se renovar mesmo dentro da própria bolha.
Era louco como as coisas sempre se tornaram palpáveis pra mim quando se tratava de Linkin Park.  Eles me mostraram no decorrer dos anos como dentro de uma única caixa existe um mundo de possibilidades.
E agradeço imensamente ao Mike por ter me despertado essa paixão pelo design, pela música, e pelas artes. No final eu acabei vendo que Linkin Park era uma frente de um artista que tinha muito mais para desenvolver e nos apresentar – e com isso, me inspirar mais e me fazer querer melhorar em tudo aquilo que eu crio.

16

Em 25 de Janeiro de 2018, Mike lançou três canções intituladas como “Post Traumatic”. Que seriam direcionamentos de seus sentimentos em relação a morte de Chester Bennington em 2017.
Em Junho de 2018, Mike lançou o álbum de Post Traumatic, com direito a combo para os fãs com livro de arte e camiseta (esse mesmo combo é o que se encontra nas fotos).
E eu, lógico, comprei na primeira oportunidade que tive (torcendo ainda para que a minha versão fosse a premiada com autógrafo e mais desenhos dele).

4
Em 2020, Mike novamente se reinventou.. dessa vez dentro do cenário de uma pandemia mundial!
Sempre ligado aos games, ele acabou criando seu canal dentro da Twitch, e isso foi um gatilho não só para compartilhar suas jogatinas dentro do Animal Crossing. Como também trouxe mais aproximação do Mike com a comunidade de fãs.
Algo que já havia sido enlaçado durante o processo de produção de muitos conteúdos do Post Traumatic – como o vídeo de Crossing A Line, onde ele chamou os fãs para gravar com ele em Los Angeles.
Você pode assistir o resultado da gravação na sequência. =)
Obs.: Inclusive tinha um doguinho na gravação desse vídeo e tem um meme incrível dele rolando no twitter. hahaha

Junto com a pandemia, fãs, jogos, e suas artes, Mike acabou começando a materializar novos sons e dividir com todos durante suas lives.
A aprovação foi tanta que isso rendeu dois novos álbuns e um clipe com fãs!
“Open Door” é uma música feita em live, onde o Mike pediu ajuda de vozes, e seus fãs atenderam ao pedido!
Você pode ver o resultado de “Open Door” na sequência! =)
Obs.: Sempre que eu vejo esse vídeo eu dou uma suada pelos olhos e fico orgulhosa DEMAIS!

No dia 10 de Julho Mike lançou em todas as plataformas o Dropped Frames Vol. 1, e no dia 31 de Julho o Dropped Frames Vol. 2.
Os dois volumes tratam de álbuns com músicas instrumentais, algo que o Mike diz ter sido extremamente orgânico. E em pesquisas de conteúdo na internet, acabei achando uma entrevista do Mike falando que pode até render um volume 3!

Como sempre, digo que sou extremamente suspeita para falar do trabalho dele, pois como muitos já viram eu sou fã.
Mas o trabalho está impecável, e é extremamente LOUCO ver como o Mike consegue ser criativo, e essa criatividade simplesmente flui dele.

Se você busca uma nova referência tanto no meio da música quanto no meio das artes, acho que você encontrou um forte candidato! =)

Inclusive… Mike, por quê não a presidência dos EUA? hahahaha
Eu votaria em você se fosse uma cidadã americana, isso é um fato!
Obs.: Mike sempre deixou claro o posicionamento político dele, mas sempre fez questão de deixar claro o respeito pelas opiniões diversas, enquanto isso não interferir no direito de outras pessoas.
Recentemente tive contato com uma entrevista dele onde diz que sua própria família tem um pensamento conservador.
Nada como a experiência de viver neste meio, para entender e aprender a respeitar as diferenças não é mesmo? =)

10

Para finalizar este post, quero deixar algumas fotos que produzi com os conteúdos que comprei do Post Traumatic.
Descobri e ando aprimorando essa minha skill de fotógrafa desde o começo do blog, e confesso que fotografar objetos que me remetem bons momentos (como a compra desse combo do Mike) me deixa muito inspirada, e com mais vontade de produzir.
Acho que estou chegando em uma conclusão sobre coisas que eu gosto de fazer, e sobre propósito. Mas vou deixar esse papo para uma outra hora. hahaha

15

18

8

2
14

É isso, espero que tenham gostado do post! =)
Se você curte, acompanha, ou ficou curioso com o trabalho do Mike, não esquece de deixar seu comentário sobre!
Além de publicar seus pensamentos, acaba me inspirando para produzir mais conteúdos como esse! =)

Vou aproveitar e deixar também o link com os CDs novos do Mike, e também uma playlist do Fort Minor para quem não conhece (o que eu acho muuuuito difícil, mas muita gente pode não ter associado o artista junto a música).
Enjoy!

Fort Minor
Post Traumatic
Dropped Frames, Vol. 1
Dropped Frames, Vol. 2

xoxo;

Instagram: @lulisproject
Facebook: /lulisproject
Youtube: Luana Modesti

[LP INDICA] So What? The Documentary [PT/EN]

Hello Folks!

Andei assistindo bastante coisa e consumindo diversos conteúdos nos últimos dias.
Então hoje, quero compartilhar com vocês um documentário que eu já assisti por volta de umas 4x (isso só no último mês) hahaha.

Quero deixar como recomendação o documentário da banda While She Sleeps!
Se trata de uma banda inglesa de metalcore da cidade de Sheffield, formada por Lawrence ‘Loz’ Taylor, os guitarristas Sean Long e Mat Welsh, baixista Aaran McKenzie, e baterista Adam Savage.
Se trata de um documentário no dia a dia da banda, começando 18 meses antes do lançamento do álbum “SO WHAT?”, que foi disponibilizado nas plataformas de áudio em 2019.

Particularmente, While She Sleeps tem sido uma banda que tem me inspirado muito, não só com a música, mas com os vídeos que eles lançam (Gates Of Paradise sem dúvida virou meu vídeo favorito deles, e basicamente eu preciso ver 1x na semana para ter aquele gás de trabalhar), e até os merchans que são vendidos (baita trabalho lindo!).
Ainda não comprei nada (alô desvalorização do R$), mas em breve quero muito colocar minhas mãos nas criações de Matt (vocalista, guitarrista, e basicamente um designer da banda).
“So What – The Documentary” possui 54m, e conta sobre os meses de produção da banda e de todos os contratempos que os envolvidos e integrantes tiveram neste período. Não aborda apenas temas como saúde, mas também famílias e seus relacionamentos.
Ver que cada integrante da banda tem o seu problema particular de saúde é muito louco, me deixou muito inspirada a forma que eles trabalham em prol de algo maior e sem medir esforços.

Acho que isso tem um pouco a ver com o Ikigai de cada um né? E talvez o While She Sleeps tenha me inspirado a buscar o meu, e fazer isso da forma mais saudável possível.
Essa banda basicamente fez parte do meu processo de amadurecimento dentro da quarentena, juntamente com o meu “despertar” para assuntos mais sérios como política, meio-ambiente, e religião.
Estamos em processo incessante de busca por algo maior, por algo que nem sabemos exatamente o que é, e acho que o While She Sleeps me fez acordar para esse “algo maior”.

Enfim, vou parar de filosofar por aqui, e vou deixar o link para vocês assistirem.
Espero que gostem tanto quanto eu, e que acompanhem a banda a partir disso!


Hello Folks!

I’ve been watching a lot and consuming a lot of content in the last few days.
So today I want to share with you a documentary that I’ve watched about four times (that’s just in the last month).

I want to recommend the documentary by the band While She Sleeps!
It is an English metalcore band from the city of Sheffield formed by Lawrence ‘Loz’ Taylor, guitarists Sean Long and Mat Welsh, bassist Aaran McKenzie, and drummer Adam Savage.
It is a documentary in the daily life of the band starting 18 months before the release of the album “SO WHAT?”. Which was made available on streaming platforms in 2019.

In particular While She Sleeps has been a band that has inspired me a lot. Not only with the music but with the videos that they release (Gates Of Paradise has undoubtedly become my favorite video of them. And basically I need to watch it once a week to have the energy to work) and even the band products that are sold.
I haven’t bought anything yet (hello R$ devaluation!) but soon I want to get my hands on Matt’s creations (vocalist, guitarist, and basically a band designer).
“So What – The Documentary” has 54 minutes and counts the months of production of the band and all the setbacks that the involved and the members had during that period. It covers not only topics like health but also families and their relationships.
Seeing that each member of the band has their own health problem is crazy. It made me very inspired by the way they work towards something bigger and without any effort.

I think this has a little to do with other’s Ikigai right? And maybe While She Sleeps inspired me to get mine and to do it in the healthiest way possible.
This band was basically part of my maturing process within the quarantine along with my “awakening” to more serious issues like politics, environment, and religion.
We are in the constant process of searching for something bigger for something that we don’t even know exactly what it is. And I think While She Sleeps made me wake up to this “something bigger”.

Anyway I’m going to stop philosophizing here and share the link for you to watch.
I hope you enjoy it as much as I do and that you accompany the band!

xoxo;

Instagram: @lulisproject
Facebook: /lulisproject
Youtube: Luana Modesti

Playlist Da Semana!

PhotoGrid_1441558031683
Sei que venho pecando com a playlist da semana, e com alguns posts frequentes aqui do blog. Peço desculpas pelos fatos, mas garanto que a programação irá voltar ao normal! rs


Domingo
Seether – Breakdown



Segunda-feira
Coldplay – Adventure Of A Lifetime



Terça-feira
Major Lazer feat Ellie Goulding – Powerful

Quarta-feira
Kongos – Come With Me Now



Quinta-feira
Justin Bieber – I’ll Show You



Sexta-feira
Sia – Bird Set Free

Sábado
Ellie Goulding – On My Mind

Gostou da Playlist da Semana? Deixe seu comentário e não esquece de compartilhar com os amigos!!

E não me esquece nas redes-sociais!

Instagram: @lubismodesti
Facebook: /lulisproject
SnapChat: Lubismodesti